A historia dos videoclipes: Do inicio até o youtube



Você costuma assistir videoclipes de música no youtube? O youtube tem mais de uma década e um de seus maiores benefícios foi nos livrar da espera por uma programação na TV. Você busca o conteúdo que deseja na hora que quiser. Inclusive videoclipes.

Um dos primeiros indícios de um videoclipe musical parecido com o que conhecemos hoje é o vídeo de Jailhouse Rock de Elvis Presley gravado em 1957 para o filme homônimo. Logo depois nos anos 60 nos filmes protagonizados pela banda The Beatles começaram a surgir pausas na historia para execuções das canções pela banda ou apenas mostrando alguns temas do cotidiano dos mesmos enquanto as músicas rolavam.

Trecho do filme Jailhouse Rock – 1957

Posteriormente perceberam que não conseguiriam tocar em todos os lugares que eram convidados e começaram a criar vídeos para serem divulgados na TV, com o sucesso desse meio de divulgação, e outros motivos pessoais posteriormente decidiram parar de excursionar e dedicaram-se apenas ás gravações de estúdio e produção de vídeos para divulgação. A seguir dois exemplos do desenvolvimento dos videos.

Trecho do filme “A Hard Day’s Night” – 1964:

Videoclipe The Beatles – We Can Work Out

Mas por muito tempo esses vídeos eram pouco trabalhados e muitas vezes eram apenas uma banda executando as canções em algum local fixo. Foi só mais de uma década depois que Michael Jackson resolveu inovar e criou um novo conceito de videoclipe. Com uma enorme produção, dançarinos caracterizados dançando em sincronia, performance inovadora e toda uma historia sendo contada no decorrer da musica. E então os vídeoclipes ganharam orçamentos estratosféricos. Segue abaixo o video de Michael Jackson – Beat It, o solo dessa música foi interpretado pelo guitarrista do Van Halen, Eddie Van Halen, e é considerado um dos maiores solos de guitarra de todos os tempos, mesmo Michael Jackson sendo um artista POP essa canção é um legítimo Hard Rock.

Michael Jackson – Beat It




E então surgiram canais de televisão especializados majoritariamente na transmissão desses vídeos e obtiveram um enorme sucesso nessa nova empreitada. Mas ainda assim o espectador perdia horas esperando o seu vídeo favorito ir ao ar, o que era ate bom por que fazia parte da magia da coisa, mas na correria em que vivemos hoje o advento do youtube nos poupou desse “privilegio” do passado.

Assim sendo, os canais de televisão especializados na exibição de clipes foram perdendo espaço e tiveram que se adaptar criando programas de temas diversificados e humorísticos para sobreviverem e youtube acabou se tornando um dos pontos principais de acesso aos videoclipes. Assim os artistas começaram a divulgar seus trabalhos diretamente no youtube oficialmente e o numero de visualizações no site agora são um importante ponto de monitoramento de popularidade.

Esse fenômeno aproximou mais os fãs do que realmente é popular em detrimento do que é apenas produto do mercado, como por exemplo, bandas sem fãs, mas que eram bancadas para que seu trabalho aparecesse incansavelmente na TV e na radio fazendo assim surgir uma concorrência desleal com os demais grupos com o mesmo potencial, ou ate mais competentes,  mas que não possuíam a verba para o “jabá”.

Sendo assim o youtube hoje é uma importante ferramenta democrática para o alcance do reconhecimento mundial não só para músicos como também á toda criação artística.

Fazer um clipe de sucesso nem sempre é barato. Você sabe quais são os videoclipes mais caros da história? São eles:

1 – Michal Jackson – “Scream” (1995): US$ 7 milhões

2 – Madonna – “Die Another Day” (2002): US$ 6,1 milhões

3 – Madonna – “Express Yourself” (1989): US$ 5 milhões

4 – Madonna – “Bedtime Story” (1995): US$ 5 milhões

5 – Guns N’ Roses – “Estranged” (1993):  US$ 5 milhões

Agora que você já sabe um pouco da história dos videoclipes que tal saber quais são os campeões de visualizações no youtube? Clique no link á seguir:

Quais sãos os videoclipes de rock mais visualizados do youtube?

Gostou da matéria?Curta, comente e compartilhe com seus amigos!